09 Agosto 2017 In Notícias

Os incentivos foram apresentados pelo prefeito Marcus Alexandre

Empresas regularizadas geram empregos, pagam impostos e aquecem a economia; esse foi o princípio usado pelo prefeito Marcus Alexandre ao apresentar o programa de Recuperação Fiscal - REFIS - para os empresários e diretores do Sistema Federação das Indústrias e Federação do Comércio. A intenção é facilitar a quitação de débitos do Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISSQN), recolhido pelo município.

O projeto prevê um período de adesão de 60 dias, prazo de pagamento de até 5 anos, onde dependendo do período e do parcelamento, serão disponibilizados descontos de multas e juros que vão até 5% até 95%.

“Essa proposta não está oficialmente encaminhada à Câmara, porque estamos fazendo a discussão com quem de fato interessa - que é a classe empresarial. O nosso objetivo é melhorar a arrecadação e, assim que houver a adesão e a primeira parcela for paga, o município vai emitir a certidão e suspender qualquer tipo de execução e restrição “, explica o prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre

Para isso, os empresários foram ouvidos e poderão contribuir para formular uma proposta que esteja de acordo com a realidade das operações feitas pelas indústrias e comércios em Rio Branco.

“O Refis é uma reivindicação da classe empresarial. Nós pedimos que o prefeito fosse sensível a situação que todas as empresas atravessam. E a proposta como nos foi apresentada ainda cabe sugestões. Nós vamos apresentar essas readequações mais voltadas para a realidade do faturamento de cada empresa e da situação da sazonalidade entre os setores que a gente tem na nossa região”, argumenta o presidente da FIEAC, José Adriano Ribeiro.

Ex-presidente da FIEAC e empresário do ramo da Construção Civil, João Albuquerque, também apontou adequações ao projeto de recuperação fiscal. “ A iniciativa é louvável porque mostra o interesse do município em dialogar e do presidente da FIEAC, que está sempre buscando entendimento para que as empresas continuem cumprindo o seu papel de gerar emprego e renda no nosso Estado. Para essa proposta nos atender o prazo deve ser prorrogado para o ano que vem, assim não teríamos multas no imposto 2017, que já venceu”, destaca o empresário.

Para o presidente da Fecomércio, Leandro Domingos, o Refis demonstra o reconhecimento do papel das empresas no desenvolvimento do estado e do município. “Em um momento em que as empresas estão vivendo grande dificuldade, falta de capital de giro , falta de vendas, muitas ficaram inadimplentes com seus tributos e agora a prefeitura nos vem trazendo um pacote extremamente benéfico; concedendo benefícios fiscais para que as empresas se regularizem e continuem trabalhando gerando emprego e renda “, declara Domingos.

Na oportunidade, a classe empresarial também foi apresentada ao programa Nota Legal de incentivo a emissão de nota fiscal, o Nota Premiada e o Programa de Parcerias Público Privado, (PPP’s), que o valor mínimo de 20 milhões para os projetos nas áreas de Transporte Público, coleta, drenagem, habitação, urbanização, incubadoras de empresas e parques tecnológicos animou os empresários com a possibilidade de ampliação das atividades.

“É uma provocação para o empresariado local, está mais do que na hora da gente se apropriar daquilo que é da sociedade, mostrando que nós somos capazes de administrar e também de executar bons projetos nessas áreas, pontuou José Adriano, Presidente da FIEAC.

Unicom

09 Agosto 2017 In Notícias

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Acre, José Adriano Ribeiro da Silva, comemorou a inauguração do Supermercado Mercale - antigo Dayane. O ato, que foi bastante prestigiado e festivo, corrobora com o que o líder do setor industrial acreano diz: a classe empresarial acredita no Estado.

"Parabenizo o grupo liderado pelo Ricardo Leite e pela França Barreiros pela ousadia e empreendedorismo em investir no Acre e ir contra a corrente do pessimismo e do discurso de crise", comentou José Adriano fazendo referência aos proprietários do Mercale, que possuem compromisso e responsabilidade com o Estado, pois dispõem de outros investimentos que geram emprego e renda e movimentam a economia local.

Uma das sócias, Mariana Gurgel, informou que para esta nova proposta do supermercado, os recursos para a reforma da unidade ficaram em torno de R$ 20 milhões. "Além disto, fizemos investimentos na capacitação e treinamento dos nossos colaboradores. Também contamos com uma assessoria especializada em supermercados. Queremos surpreender nosso cliente pela nossa infraestrutura, nosso atendimento, nossos preços e produtos", disse.

As duas unidades dos supermercados Mercale geram quase que 400 postos de trabalho diretamente e querem se consolidar como referência na capital acreana. "Metade dos nossos produtos são considerados nobres, temos bebidas e queijos, por exemplo, que o consumidor acreano não encontra em outro lugar no nosso Estado. Sem falar nas carnes com cortes especiais", afirma Mariana.

Os clientes podem aguardar novidades, pois a empresa vai reinaugurar a unidade da avenida Ceará, em novembro, e promete promoções e variedades de produtos, como orgânicos e sem lactose, por exemplo.

Unicom

EMPRESAS


ACESSO RESTRITO


Intranet

ENDEREÇO


FIEAC
Avenida Ceará, 3727 - 7º BEC - CEP: 69918-108, Rio Branco, Acre - Fone: (0xx68) 3212-4200
UNIDADE INTEGRADA
DO SISTEMA FIEAC NO JURUÁ

Rua Afonso Pena, Nº 910, Bairro AABB - CEP 69980-000 - Cruzeiro do Sul - Acre - PABX (68) 3322-6597

logo bndes0001


banner cin   banner Legislacao   cub acre 2017   cont sindical

Você está aqui: Home Imprensa Notícias Itens filtrados por data: Quarta, 09 Agosto 2017